92dfa98d9d20151007052053O deputado estadual Anísio Maia (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) nesta quarta-feira (7) para prestar apoio aos trabalhadores do sistema bancário da Paraíba, que estão em greve. A categoria rejeitou a proposta de reajuste de 5,5% oferecida pelos banqueiros.

Os bancários pedem um reajuste de 16% com piso salarial de R$ 3.299,66, além de Participação nos Lucros e Resultados (PLR). “O sistema bancário tem todas as condições de contemplar seus trabalhadores com um reajuste digno, eles têm meu total apoio e solidariedade, bem como de todo o Partido dos Trabalhadores”, disse o petista.

O parlamentar ainda alertou que os bancos vêm lucrando de forma constante e crescente, dobrando seu patrimônio a cada quatro anos, além das taxas de serviços abusivas, reajustadas além da inflação, explorando seus usuários.

“Sem contar com o spread bancário, que é a diferença entre a taxa de juros cobrada no crédito e a taxa de juros que é paga aos depositantes nas contas bancárias”, ressaltou.

O deputado disse ainda que a categoria não é devidamente valorizada. “Os trabalhadores bancários passam por horas sob tensão e em constante risco de vida com a falta de segurança nas agências. Além disto, o setor tem um alto índice de doenças laborais, como Lesão por Esforços Repetitivos, depressão e doenças psicossomáticas devido à pressão por cumprimento de metas absurdas, inclusive com assédio moral”, afirmou.

Para o petista, os bancos têm condições de oferecerem uma oferta maior. “Só no primeiro semestre de 2015 tiveram um lucro de R$ 80 bilhões. Aliás, são os únicos que ganham com a política de ajuste fiscal que está levando o país à recessão. Os bancos nadam em dinheiro, eu posso até dizer que os bancos, são uma espécie de sanguessugas do sistema produtivo.”, concluiu.

Via  Portal Tambaú 247