Procurador Fabio George
Procurador Fabio George

Perda daria para pagar um abono de R$ 500 a cada brasileiro e quadruplicar o Bolsa Família.

O que o Brasil perde com corrupção daria para pagar um abono de R$ 500 por ano a cada brasileiro e quadruplicar o Bolsa Família, além de garantir a prestação de serviços de qualidade em áreas como a saúde e a educação. É o que afirma o procurador da República Fabio George Cruz da Nóbrega, membro do Conselho Nacional do Ministério Público e um dos fundadores do Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB), Organização Não Governamental (ONG) formada por vários órgãos de controle e fiscalização que completou semana passada 10 anos de atuação.

Segundo ele, a estimativa é que os desvios e a malversações do dinheiro público vêm causando um prejuízo anual de R$ 100 bilhões ao País. “Dados da Fiesp apontam que a perda anual com a corrupção corresponde a 2,3% do PIB brasileiro. Para se ter uma idéia do que isso significa, poderíamos multiplicar por quatro o Bolsa Família, maior programa de complementação de renda do mundo, no qual foram investidos R$ 25 bilhões no ano passado, para atender 14 milhões de famílias com um repasse de R$ 77 a R$ 140 por mês”, comentou

De acordo com o procurador, se os recursos desviados com a corrupção fossem distribuídos de forma igualitária cada pessoa que vive no Brasil poderia receber R$ 500 por ano, o que daria uma média de R$ 2 mil por família, já que família brasileira é composta por quatro pessoas.

Fonte: Portal Correio