A pandemia causada pelo surgimento do novo coronavírus (COVID-19), tem causado estragos e deixado sequelas em um nível altíssimo em todo o mundo, inclusive com milhares de óbitos. A medida mais eficaz no momento, ou uma das que vem tentando manter o equilíbrio para evitar uma disseminação ainda maior do contágio, está relacionada distanciamento social, isolamento social ou quarentena, segundo as orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Araçagi-PB

Ainda sem uma vacina ou outro tipo de medicamento devidamente avaliado e aprovado pelos órgãos responsáveis para combater ou prevenir contra a COVID-19, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, reforçou, em entrevista coletiva na última segunda-feira (13), que os países só devem abandonar a estratégia de isolamento social quando a transmissão do novo coronavírus já estiver sob controle.

ARAÇAGI – Desde meados de Março, com o aumento gradual dos casos, principalmente nos grandes centros, a exemplos de Rio de Janeiro e São Paulo, tem sido frequente a chegada de pessoas de outros Estados na cidade de Araçagi-PB. Muitas dessas pessoas não tem respeitado/cumprido as recomendações que devem ser tomadas para aqueles que chegaram de outros Estados, principalmente por serem cidades com diversos casos já registrados.  As recomendações/Orientações tem sido frequentemente divulgadas em diversos meios de comunicação, sejam feitas pela OMS (Organização Mundial de Saúde), Governo Federal, Estadual ou Municipal.

Apesar do esforço da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Araçagi-PB, é natural observarmos pessoas recém chegadas, por exemplo, do Rio de Janeiro, transitando pelas ruas, em estabelecimentos comerciais, colocando em risco a população de modo geral e, inclusive, os seus próprios familiares, ignorando o risco de uma possível contaminação.

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, no último dia 11/04/2020, Araçagi contava com 01 caso suspeito, 03 casos descartados, 08 casos em quarentena domiciliar e nenhum confirmado.

BRASIL – Secretarias estaduais de saúde contabilizam 28.610 infectados em todos os estados e 1.750 mortos. Tocantins registra a primeira morte, e Brasil passa a ter mortos em todas as UFs.

MUNDO – De acordo com a universidade americana John Hopkins, referência na pesquisa sobre o coronavírus, o número de pessoas infectadas pela doença no mundo passou dos dois milhões. Até o fim da manhã desta quarta (15), a marca exata era de dois milhões e 984 casos.

A cidade de Guayaquil, no Equador, vive a pior situação da América do Sul por conta do coronavírus. A prefeita Cynthia Viteri declarou que hospitais e cemitérios e hospitais entraram em colapso, não tendo mais espaço “nem para vivos e nem para mortos”.

Fonte: Da Redação com G1

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES