08

O Sindicato dos Trabalhadores e Aposentados Rurais de Araçagi divulgou a programação oficial das comemorações alusivas ao dia Internacional da Mulher- 08 de março. A data é feriado municipal.
A programação é a seguinte:
07:00hs-Missa na Igreja Matriz;
08:00hs Concentração em frente a Igreja Matriz para a saída com destino à Agrovila Mulunguzinho;
08:30hs- café da manhã no bar de Milson;
09:00hs- Ciranda;
09:20hs- Pronunciamento da profª Ana Maria;
09:30hs- Continuação do passeio de moto;
1ª Parada- Fazenda de João Irineu com discurso do MMT-PB;
2ª Parada- Lagoa do Cajú: Pré história com a profª Silvinha;
3ª Parada- Local a definir: Lanche reforçado;
4ª Parada- Sítio Passagem com distribuição de Cremosin;
16:00hs- Chegada do passeio na cidade com Forró pé de serra no Restaurante do Mauro.
Na chegada haverá sorteio de brindes.
De acordo com a organização, este é o 3º passeio de motos que é realizado em comemoração ao dia da Mulher e a cada ano vem sendo um sucesso.
História do 8 de março
No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.
A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU(Organização das Nações Unidas).
Conquistas das Mulheres Brasileiras
Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.
Em Araçagi, houve também uma luta para que essa data chegasse a ser reconhecida como feriado. Tudo começou na década de 90, com o Movimento de Mulheres liderados por Socorro Barbosa, Maria Benício (Mª Preta), Salete Pontes, Nena de Walfredo, Madalena Maria de Jesus, entre outras.
Com esse movimento, lutaram por melhorias para o nosso município, tendo também o apoio do Sindicato dos Trabalhadores onde reivindicaram escolas, água, terras, como as comemorações para esse dia.
A proposta de feriado foi incluído na Lei Orgânica do município no ano de 1996. De inicio o atual prefeito Drº Monteiro não reconheceu, depois com o novo gestor Wanildo Maroja, o feriado foi reconhecido.
Portal Tainha, com Suapesquisa