Após contratempos com a CBF e também dificuldades em achar datas disponíveis, a Chapecoense confirmou amistoso contra a Roma para o dia 1º de setembro.

Durante a passagem pela Itália, o clube catarinense pretende ainda fazer uma visita ao Papa Francisco. A diretoria da Chape negocia com o Vaticano para ver se há disponibilidade na agenda do papa para receber a delegação.

Por causa do calendário do Campeonato Brasileiro, a Chapecoense já havia cancelado o amistoso contra o Benfica pela Eusébio Cup, no dia 22 deste mês. O clube solicitou a CBF a alteração ou flexibilização de algumas datas do calendário do Brasileirão e recebeu respostas negativas da entidade.

O amistoso contra a equipe italiana não causará o mesmo problema do duelo contra o Benfica, pois acontecerá durante a paralisação da competição nacional para a disputa dos jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo.

A Chape joga contra o Avaí no dia 27 de agosto, em Florianópolis, e depois só volta a atuar no Brasileiro no dia 10 de setembro, quando recebe o Cruzeiro, na Arena Condá. Além do amistoso contra a Roma, a Chapecoense fará mais duas partidas longe do continente sul-americano no mês de agosto. No dia 7, o time catarinense enfrenta o Barcelona, no Camp Nou, em jogo válido pelo torneio amistoso Joan Gamper.

O clube viajará para Barcelona logo após o jogo contra o Coritiba, em 6 de agosto, pela 19ª rodada do Brasileiro. A equipe ainda tenta remarcar a partida para o dia 5, o que facilitaria a logística. Depois de enfrentar o Barcelona, o time catarinense irá para Japão, onde enfrenta o Urawa Red Diamonds pela Copa Suruga, no dia 15 do mesmo mês. Em virtude desta partida, a Chapecoense teve adiado o jogo contra o Corinthians, pela 20ª
rodada do Brasileiro, para 23 de agosto.

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES