12027605_1647206598893443_4454322819738364615_nO presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Charliton Machado, denunciou no início da tarde desta quarta-feira (16) que seu carro foi atacado e teve adesivos arrancados no estacionamento da Universidade Federal da Paraíba.

De acordo com postagem em sua rede social, o presidente informou que o vidro de seu carro foi quebrado, mas que nada foi levado, sendo que dentro do veículo estava uma bolsa com documentos e até mesmo o som automotivo.

Charliton credita a violência contra seu carro ao ódio fascista.

De acordo com o presidente do PT, o ato aconteceu por intolerância política.

Confira a manifestação de Charliton Machado nas redes sociais:

O ódio fascista não tem limites e assusta a democracia até mesmo nos ambientes das universidades públicas brasileiras. Fui surpreendido neste instante com o vidro do meu carro quebrado e o adesivo “Tô com a Dilma” rasgado, no estacionamento da UFPB. O mais triste é perceber que não se trata mesmo de um crime de furto, pois, nem levaram o som do carro, nem minha bolsa com a carteira e documentos. O ódio era contra o PT, por conseguinte, a constatação de mais um ato de intolerância política!

Via – Click PB