Woman taking clear water at a lake by hands

Segundo a Polícia Civil, o inquérito está em andamento e em fase de depoimentos. Ainda conforme a polícia, não existe confirmação dos responsáveis pelo crime.
Uma ligação clandestina de água foi descoberta, na segunda-feira (30), em uma adutora da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) que abastece os municípios de Cacimba de Dentro e Araruna, no Brejo paraibano. A Cagepa suspeita que a adutora tenha sido violada por membros de um assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Já a polícia disse que ainda não pode apontar culpados. A informação foi divulgada nesta sexta (4).
Segundo a Cagepa, o desvio de água estava causando problemas no abastecimento da região. De acordo com a Companhia, o furto começou a ser percebido após a adutora registrar perda de vazão. Funcionários do órgão percorreram a extensão da adutora e identificaram uma ligação clandestina nas proximidades do assentamento.

158993,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0

Percebendo o desvio, os funcionários da Cagepa foram até a Delegacia de Polícia Civil em Solânea e prestaram um Boletim de Ocorrência, solicitando a presença da polícia para a realização de reparos na adutora. Uma equipe da perícia foi enviada ao local e constatou o crime de furto qualificado e violação.
Segundo a Polícia Civil, o inquérito está em andamento e colhendo depoimentos de moradores da região e do assentamento do MST. Ainda conforme polícia, não existe confirmação dos responsáveis pelo crime.
Ninguém do MST foi encontrado para comentar o caso, até o fechamento desta matéria.
Via – Portal Correio