A completar 60 anos de sua emancipação política nesta segunda (22), é impossível não afirmarmos que a cidade de Araçagi-PB, não ganhou novos contornos com o passar dos anos. Porém, é importante frisarmos que “mudar”, não significa necessariamente “evoluir”, pensamento do professor e filósofo, Mário Sérgio Cortella. Mudar por mudar, reafirma o referido pensador, até um móvel de casa a gente muda.

Araçagi – Letreiro na entrada da cidade – Ano 2016

Na busca por culpados, de antemão, já adianto que ninguém está eximido de culpa, seja os que detém o poder da “caneta” ou os que lhe delegaram essa responsabilidade; Ou seja, somos todos cúmplices das agressões diárias que praticamos contra essa, agora, sessentona. Isso, é claro, dentro das devidas proporções que cada caso requer.

A chamada “idade de ouro” chegou, quem sabe, a partir de hoje, os que pensam apenas no ouro, consigam enxergar além do próprio bolso, de seu ego e passem a tratar com mais zelo todos os seus filhos, muitos é verdade, mas que fazem parte do pacote de responsabilidades que englobam o que chamamos de ônus e bônus.

Em um breve exemplo, reflitam comigo: Ninguém sofreu mais durante boa parte de nossa história que a Cultura, no município de Araçagi. Inclusive, tratada com desdém ou breves lampejos interesseiros de início ou final de gestão; aos que apoiam, até por permanecerem em silêncio, lamento muito, mas até entendo o porquê de boa parte dessa covardia.

Cronologicamente não é tão difícil observarmos os avanços e retrocessos pelo qual o município vem sofrendo ao longo dos anos, seja por inabilidade política, ignorância ou pura maldade. Infelizmente, é uma balança com dois pesos e duas medidas, que segue, há exatos 60 anos, cortando da carne alheia, para manterem seus respectivos currais eleitorais à sua disposição. Entretanto, apesar disso, seguimos, muitas vezes contrariando as expectativas, quase sempre negativas, e crescendo, até porque, nada é de todo ruim, prova disso é a Cavalgada, já intitulada por muitos como a maior da Paraíba.

Somos um município de povo talentoso e capaz de atuar com competência e responsabilidade nas mais diversas áreas do conhecimento, mesmo apesar dos pesares. Assim, espero profundamente, que a letra do hino de nossa cidade, autoria do Sr. João Galdino, cumpra-se como em profecia, para que sejamos, de fato, a “linda terra dos araçás”.

Parabéns, Araçagi!

Texto: Por Carlos Silva

Da Redação/Portal Araçagi

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES