150882,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0Segundo o sargento Florinaldo Mota, o protesto foi gerado depois que um casal de índios foi atropelado e morto na noite desse sábado (2).

Cerca de 100 índios de diversas aldeias bloquearam neste domingo (3), a PB-041, que liga as cidades de Marcação a Baia da Traição, no Litoral Norte do estado. O grupo tomou dois ônibus da viação Rio Tinto e posicionou os coletivos estrategicamente impedindo o acesso de veículos pelo trecho.Os manifestantes atearam fogo em pedaços de madeiras, galhos de árvores e pneus. Até às 18h00, o protesto não tinha encerrado. A entrada da Baia da Traição está fechada.

Segundo o sargento Florinaldo Mota, 2ª Companhia Independente de Polícia Militar de Mamanguape (CIPM), responsável pela área, o protesto foi gerado depois que um casal de índios foi atropelado e morto na noite desse sábado (2). As vítimas moravam na aldeia Brejinho, em Marcação.

“Após os corpos do casal terem sido levados para João Pessoa, os índios tocaram fogo no carro, que provocou o acidente. O protesto começou na noite de ontem (2), mas deu uma trégua. A manifestação iniciou neste domingo. A entrada para Baia da Traição está fechada porque os índios tomaram dois ônibus e colocaram no meio da via impedindo a passagem de veículos”, confirmou o sargento Mota.

Ainda de acordo com o policial, os índios da região fecharam os dois sentidos da rodovia e reivindicaram a construção de quebra-mola no local e a implantação de sinalização vertical e horizontal na PB-014. Os indígenas pedem a presença de representantes do Departamento de Estrada e Rodagens (DER) para um acordo.

Fonte: Portal Correio