Aplicativos de relacionamentos serão usados na campanha

Ministro destacou a importância das redes sociais para dialogar com os jovens que ainda insistem em não usar camisinha.

Neste carnaval, o Ministério da Saúde vai adotar pela primeira vez dois aplicativos de celular para chamar a atenção das pessoas que não usam preservativo. Quem utilizar os aplicativos de relacionamento Tinder e Hornet, irá encontrar nessas ferramentas alguns personagens que se identificam como pessoas que fazem sexo sem camisinha. Quando o usuário se interessar por um desses personagens criados pelo Ministério da Saúde, imediatamente irá receber uma mensagem sobre a importância da prevenção e do sexo seguro.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, esteve nessa segunda-feira (9) no Rio de Janeiro para lançar essa estratégia. Durante o lançamento, o ministro destacou a importância das redes sociais para dialogar com os jovens que ainda insistem em não usar camisinha.

“É preciso entrar na linguagem, nos meios de comunicação que essa geração se utiliza e aí usar as mídias sociais, usar os sites de relacionamento foi uma estratégia que nós decidimos no Ministério da Saúde, exatamente, para poder atingir esse segmento que hoje usa esses meios pra se comunicar, pra trocar experiências e pra formar suas convicções de vida.”

A cantora Preta Gil esteve com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, nessa segunda-feira. Ela aproveitou o encontro no Rio de Janeiro para chamar a atenção sobre o grande número de jovens que não usam camisinha no Brasil.

“A juventude deixou de usar camisinha, isso é muito assustador. Eles foram beneficiados pelo avanço das tecnologias na área de saúde que, realmente, fez com que a aids tivesse um avanço muito grande no tratamento. Isso a gente tem que comemorar, mas a gente também tem que alertar porque agora eles estão vivendo como se a gente não tivesse uma epidemia de aids e a gente tem, a aids cresceu a contaminação no grupo de jovens, informação eles têm, mas a gente tem que criar o hábito.”

Além de alertar sobre a importância de usar preservativo, a campanha de carnaval do Ministério da Saúde deste ano também incentiva a população a fazer o teste e, se der positivo, começar logo o tratamento.

Fonte: Portal Correio