anisio-maiaO deputado estadual Anísio Maia (PT) chamou de “esmola” os R$ 7 milhões garantidos pelo presidente Michel Temer à bancada federal paraibana, após audiência ocorrida nessa quinta-feira (8), no Palácio do Planalto. Os recursos anunciados são destinados ao plano emergencial de enfrentamento à seca, a serem aplicados em Campina Grande. Nesta sexta-feira (9), em Pernambuco, Michel Temer anunciou seis vezes mais recursos para Pernambuco, algo em torno de R$ 45,7 milhões. 

Para o deputado Anísio Maia, os parlamentares paraibanos humilharam o estado da Paraíba “ao pedirem e comemorarem algumas migalhas para um problema tão complexo quanto a seca”. 

“De uma bancada que não se dá ao respeito podemos esperar de tudo. Está provado que quando fazem alguma cobrança ao governo federal é apenas jogo de cena para a opinião pública. Eles não falam alto com Temer para não arriscarem seus cargos”. 

Anísio divulgou nota, afirmando que “os deputados federais e senadores entregaram uma carta ao presidente com o título ‘A Paraíba pede socorro’, com versos de Patativa do Assaré na abertura e com um forte teor dramático pedindo ajuda para o enfrentamento da seca. Além dos R$ 7 milhões, o presidente Temer prometeu celeridade na transposição do Rio São Francisco, obra dos governos petistas”.

“Como se justifica receber uma esmola de R$ 7 milhões para um problema tão sério e complexo como a seca e ainda saírem satisfeitos e agradecidos da reunião? Esta falta de altivez humilha nosso povo. A Paraíba não precisa de esmolas e nem de representantes como estes que só nos envergonham”, criticou o petista.

Em visita ao estado de Pernambuco nesta sexta-feira, o presidente Michel Temer anunciou a liberação de recursos para as obras de transposição do rio São Francisco. Serão R$ 12 milhões voltados para reparos na barragem de Jucazinho, em Surubim, no Agreste do Estado. O local sofre com rachaduras desde 2004. Além disso, outros R$ 33,7 milhões para a construção de uma adutora emergencial que interligará o Sistema Siriji aos sistemas integrados Palmeirinha e Jucazinho foram disponibilizados para as obras que já estão em andamento. A solenidade, fechada para as autoridades, começou por volta das 9h da manhã e também contou com a presença dos ministros das Cidades Bruno Araújo (PSDB), e da Integração Nacional Helder Barbalho (PMDB). 

O presidente ressaltou que Pernambuco e a região Nordeste são prioridades do seu governo e que um dos seus objetivos centrais é concluir a tranposição do São Francisco. 

“Estamos dedicadíssimos a fazer com que nesses dois anos de governo nós completemos por inteiro a obra da transposição. Acho que se ao longo desse tempo nós conseguirmos entregar a obra, já valeria por um governo inteiro. O Eixo Leste será inaugurado até março e o Eixo Norte logo em seguida, e depois vamos cuidar dos ramais”, afirmou Temer. “Queremos também conseguir a revitalização do rio e garantir que haja água para toda a população. Temos um programa voltado especialmente para isso, o Novo Chico”, declarou. 

Protesto – Em um parada de apenas 15 minutos para trocar o avião presidencial por um helicóptero, no Aeroporto Oscar Laranjeiras foi armado um aparato de segurança para proteção de Michel Temer, formados por Exército, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, além de agentes de trânsito e guardas municipais. Um grupo com cerca de 20 pessoas que pretendiam protestar contra o atual presidente chegou atrasado no local.

Via – ClickPB