SP - ALCKMIN/SECRETÁRIOS - POLÍTICA - O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin, durante o anúncio de nomes que fazem parte de seu círculo de aliados para seu secretariado,   em São Paulo, nesta quinta-feira. Em coletiva à imprensa nesta tarde, Alckmin confirmou os nomes do ex-secretário de Segurança Pública Saulo de   Castro Abreu Filho para a pasta de Transportes; do ex-deputado Jurandir Fernandes para Transportes Metropolitanos; e do vice-governador eleito,   Guilherme Afif Domingos, para Desenvolvimento.    02/12/2010 - Foto: LEONARDO SOARES/AGÊNCIA ESTADO/AE

Alckmin também voltou a afirmar que a greve dos professores “não tem muito sentido” e que “não tem adesão dos professores”. Segundo ele, a categoria já recebeu aumento salarial de 45% nos últimos quatro anos, que representaria 21% de ganho real. O último foi em julho de 2014. “Não tem como dar reajuste de oito em oito meses.” A Apeoesp reivindica aumento de 75,33% para equiparação salarial a outras categorias com ensino superior.

Os professores em greve farão novo ato na sexta-feira, 8, no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Na ocasião, eles deverão votar a continuidade da greve e seguir em passeata até a Praça da República.

Fonte: Folha de São Paulo