Foto: Paraibaonline

“Nós vamos continuar insistindo que o Tribunal se debruce sobre as provas e que não deixe de se espantar como toda a Paraíba está com esse julgamento”. Foi como reagiu o advogado Harrison Targino, da Coligação A Vontade do Povo, encabeçada pelo PSDB, ao avaliar os votos de dois membros da Corte que decidiram julgar improcedente a ação.

 Segundo ele, no ano das eleições de 2014, para o ex-governador Ricardo Coutinho se reeleger, houve um aumento de concessão de benefícios de R$ 16 milhões para R$ 31 milhões, distribuição de recursos sem critérios do Programa Empreender.

“Imaginar que isso é normal e que não favorece a um governador é certamente não compreender que o papel desta Corte é zelar pela igualdade de oportunidade entre os candidatos, e os votos até agora proferidos foram no sentido diverso”, explicou.

Targino disse ainda que isso mais do que tudo termina por normalizar a conduta de abuso de poder, o que significa um perigo imenso para a sociedade, porque permite que inúmeros prefeitos possam fazer o que se fez nas eleições de 2014, que ficaram marcadas pelo maior escândalo eleitoral que a Paraíba já conheceu e talvez o país.

Quanto à lentidão do julgamento, o advogado disse que havia feito da tribuna um lamento explícito na expectativa que isso não se repita com outras ações porque este é o processo com maior demora da Justiça no Brasil.

 “É lamentável. É extremamente desconfortável para a Justiça não ter julgado a tempo e ter deixado para julgar o processo só após a saída do governador do seu mandato. Isso por culpa efetiva da Justiça, lembrando que lei eleitoral diz que um processo como esse deve ser julgado em um ano e nós estamos há cinco sem resultado”, pontuou.

FONTE: https://paraibaonline.com.br/2019/07/advogado-insiste-para-tre-pb-avaliar-bem-as-provas-contra-ex-governador/

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES