Em assembleia realizada nesta quinta-feira (23), os professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) rejeitavam a proposta do Governo Federal realizada no último dia 17, e discutirão uma paralisação das atividades em assembleia a agendada para a próxima semana. Na instituição, os servidores técnico-administrativos paralisaram as atividades a cerca de dois meses.

Movimento grevista começou com os servidores técnico-administrativos (Foto: Divulgação / ADUFPB)

Ao Portal T5, Cristiano Bonneau, presidente do Sindicato dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (ADUFPB), sinalizou que além de reajuste salarial, a categoria pede ajuste nos orçamentos das IFES, além de garantias aos aposentados, o revogaço e plano para carreira. “A categoria rejeitou a proposta do governo e marcou a assembleia para discutir a greve“, informou.

Uma nova assembleia foi agendada para discutir o movimento grevista em 29 de maio. O horário segue em aberto.

Além da UFPB, servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) também suspenderam as atividades por tempo indeterminado.

Fonte: PortalT5

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES