Sueliton marca, Náutico vence e assume liderança do Campeonato Pernambucano

0
O Náutico ampliou a sua sequência de invencibilidade para onze jogos ao bater o lanterna América por 1 a 0 no estádio Ademir Cunha de portões fechados à torcida por recomendação da polícia militar. Como “prêmio”, os alvirrubros assumem provisoriamente a liderança do Campeonato Pernambucano, com 18 pontos. Agora, o Timbu espera o complemento da rodada, com jogos entre Sport e Salgueiro, na quarta-feira, e entre Santa Cruz e Central, na quinta.
Já o América, após seis anos na elite estadual, está rebaixado à Série A2. O clube ainda disputará a Série D do Campeonato Brasileiro este ano. Para o Náutico, hora novamente de virar a chave. Isso porque a equipe volta a campo na quinta-feira para enfrentar o CRB, em Maceió, pela Copa do Nordeste. De preferência, com um futebol melhor do que o apresentado neste domingo. Pelo Estadual, o Timbu faz a última rodada da primeira fase no próximo domingo, contra o Santa Cruz, nos Aflitos. 

O jogo – Mais uma vez, o técnico Márcio Goiano repetiu a base da equipe que utilizou nas últimas três partidas. Com apenas uma novidade. A entrada de Danilo Pires na vaga de Fábio Matos no meio de campo. E foi o volante a única peça positiva da equipe, em um primeiro tempo fraco do alvirrubro.

Tendo pela frente um desesperado e limitado América, era esperado que o Náutico tomasse a iniciativa da partida. Porém ocorreu o inverso. Até os 13 minutos, foi o lanterna do campeonato que esteve próximo de abrir o placar no vazio Ademir Cunha, com quatro oportunidades. Na melhor delas, o volante Rômulo Pompilho obrigou Bruno a fazer ótima defesa, após chute de fora da área.
Pelo lado alvirrubro, a primeira boa finalização veio apenas aos 15 minutos, com Danilo Pires respondendo também em finalização de fora da área, para boa intervenção do goleiro Dida. Com o trio Robinho, Thiago e Odilávio apagado e Luiz Henrique também não dando ofensivo, Danilo Pires foi uma espécie de “faz tudo” do Náutico no primeiro tempo. Seja dando passes, fazendo lançamento ou finalizando. 
Aos 32, o volante fez tudo isso em uma jogada, ao lançar Thiago e correr para a área, para cabecear por cima. Fora isso, o Náutico ameaçou apenas em uma falta cobrada por Luiz Henrique. Para um time que lutava pela liderança diante de outro que somava apenas um ponto no campeonato, foi muito pouco.

Segundo tempo – Na volta para a etapa final, Márcio Goiano tentou dar mais força ofensiva ao Náutico com a entrada do meia Fábio Matos no lugar do volante Jimenez. Com isso, Danilo Pires passou a jogar um pouco mais recuado. Mudança que deu resultado aos sete minutos, com Fábio cobrando falta na área para Sueliton, de cabeça, abrir o placar para o Timbu.

Dois minutos depois, o América respondeu com Cleberson Índio cobrando falta no travessão de Bruno. Mas foi um lance isolado. A essa altura, o Náutico já passava a ter maior controle da partida. Ao ponto dos alvirrubros desperdiçarem duas grandes chances de ampliar no mesmo lance. A primeira com Luiz Henrique e a segunda com Odilávio, aos 13.
No desespero e sentindo o rebaixamento cada vez mais próximo, o América partiu para o desespero, com direito a Matheus Sacramento mais uma vez obrigar Bruno a fazer boa defesa. Porém, ao mesmo tempo, os donos da casa davam mais espaços na defesa. Faltava ao Náutico, paciência (e qualidade) para aproveitar essas brechas. Com isso, aos 27 minutos, Márcio fez a segunda mudança, com Maylson entrando na vaga de Odilávio. 
Nos minutos finais, se os sustos diminuíram, as oportunidades de ampliar o placar também. Nesse cenário, mesmo não jogando bem, o Náutico garantiu mais três pontos.

Ficha do jogo

América 0
Dida; Thyego (Gabriel Recife), Walter Guimarães, Fernando e Marcus Paulo; Alesandro, Rômulo Pompilho, Breno e Cleberson Índio; David (Mikael) e Matheus Sacramento. Técnico: Wilton Bezerra
Náutico 1
Bruno; Hereda, Sueliton, Rafael Ribeiro e Josa; Jimenez (Fábio Matos), Luiz Henrique e Danilo Pires; Thiago, Odilávio (Maylson) e Robinho (Yuri). Técnico: Márcio Goiano
Local: Estádio Ademir Cunha, em Paulista
Árbitro: Michelangelo Almeida. 
Assistentes: Clóvis Amaral e Marcelino Castro
Gol: Sueliton, aos 7 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Rafael Ribeiro, Danilo Pires (N) , Cleberson Índio, Walter Guimarães (A)
Fonte: pe.superesportes
Share.