Por Jefferson Procópio – As batalhas da vida e o desejo de vencer

0

É certo que muitas vezes passamos por momentos turbulentos em nossa vida, isso é corriqueiro e acontece com todos, por mais que alguns prefiram negar. Quantas vezes nos deparamos pensando sobre a razão dos nossos problemas ou de algum insucesso pelo qual tenhamos passado, isso também é comum.

Quando vamos crescendo, passamos a ver as coisas de uma forma completamente diferente, concluímos nossa fase de crescimento e começamos a trabalhar com as questões profissionais de nossa vida e a maior parte de nosso tempo as coisas serão assim. Um ciclo de resolução de pequenas e grandes questões, pequenos e grandes conflitos, e com estes acabando, outros iniciarão.

As atividades são múltiplas e para darmos conta de tudo, tentamos muitas vezes abraçar tudo, nos cansamos e em pouco tempo estamos exaustos. Desistir é opção, porém, não é a única. Temos inúmeros motivos para continuarmos na luta. Nada é estático, as coisas mudam a todo tempo e devemos estar atentos, pois somos capazes de dar a volta por cima e vencer na vida!

Muita gente acredita que o tempo resolve isso, então, o discurso não muda: quando Deus quiser, quando meus filhos crescerem, quando se formarem, quando eu me aposentar, quando eu me formar, quando as crianças saírem de férias e assim por diante. A maioria quer que a esposa mude, os filhos mudem, o vizinho se mude, o chefe e o mundo mude. Mas, são poucas as pessoas que estão dispostas a mudar a si mesmo, portanto, prefere seguir esperando até que algo mude.

Além do mais, imaginar que o tempo é capaz de corrigir as bobagens que se comete ou o tempo que se perde na esperança de um futuro melhor, sem fazer a parte que nos cabe, é mera ilusão. O tempo é uma criança rebelde que não para de crescer. E como não envelhece, a única coisa que faz é castiga-lo enquanto você leva a vida na flauta achando que ainda tem muito tempo para fazer o que deve que ser feito.

Isso é importante na hora de definir os seus objetivos e sonhos pessoais, entretanto, é preciso ser sensato ao escolher o tipo de sucesso que você pretende alcançar. Quando alguém alimenta sonhos impossíveis, tende a buscar atalhos mais fáceis para alcançá-los, o que, por vezes, pode acabar em frustração. Felicidade, sucesso, fama e glória dependem de metas realistas. Quanto mais realistas, mais fácil de serem alcançadas. Deve existir significado em tudo isso. O que conta mesmo é o seu esforço e o risco envolvido, caso contrário, você nunca vai se sentir realizado plenamente.

Se você acredita que tudo vai cair no seu colo, está na hora de acordar e viver a realidade de vida. Busque sempre o seu bem-estar perante as dificuldades impostas a você, pois no caminhar da vida tudo tende a piorar, porém vai ser no seu modo de encarar as batalhas que o real sentido dela transformará em sua diretriz maior.

Jefferson Procópio – Graduando em Direito com extensão em Ciência Política

Share.