Por Laís Aparecida – Disfunções Sexuais Masculinas – Homens, vamos conversar?

0

Este é um tema delicado porque poucos homens admitem ou procuram ajuda. Para a maior parte deles, o desempenho sexual tem interferência direta sobre a autoestima.

Existem três disfunções sexuais no mundo masculino. Vamos esclarecê-las e expor soluções viáveis.

  1. Disfunção Erétil (impotência sexual) – É a dificuldade permanente do homem em obter ou manter uma ereção. Se ocorre frequentemente (uma vez a cada 4 relações sexuais), o ideal é buscar ajuda.

As causas são bastante variadas, podendo ser de origem física (como doenças vasculares), psíquica (como depressão, ansiedade, estresse), ou até mesmo relacionadas ao estilo de vida, principal causa nos homens mais jovens (como o tabagismo, alcoolismo).

  1. Perda da Libido – Tal disfunção pode estar associada a mudanças hormonais. Dos 45 anos para frente, o homem passa a apresentar uma diminuição natural de níveis de testosterona gerada pelo envelhecimento, o que causa a perda do desejo sexual. No entanto, mudanças glandulares bruscas na juventude também podem implicar nesta queixa.

As causas psicológicas não devem ser descartadas, visto que a excitação começa no cérebro, para só assim, este enviar os comandos necessários ao resto do corpo. Ou seja, vários transtornos psicológicos podem causar esta disfunção: depressão, ansiedade, preocupações excessivas, etc.

  1. Ejaculação Precoce – é caracterizada pelo início do orgasmo e ejaculação com estimulação mínima antes que o homem deseje. Pode ocorrer antes, durante ou logo após a penetração. Nestes casos, podemos considerar as mesmas causas supracitadas e, claro, a importância de buscar ajuda.

Estes problemas podem causar insatisfação no relacionamento, ou mesmo dificuldade em encontrar novas parceiras. Porém, vale deixar claro as diversas possibilidades de tratamento que está a disposição de vocês, rapazes, homens, senhores!

E sim, estamos falando de buscar ajuda na terapia! E se eu não encontrar um psicólogo homem? Não se preocupe. Psicólogos e Psicólogas são igualmente treinados para o acompanhamento em diversos casos clínicos envolvendo a sexualidade humana. É só ficar tranquilo, confiar no seu profissional e ir em frente.

Como funciona? No espaço terapêutico, o profissional em Psicologia irá investigar as causas das suas queixas e, traçando um psicodiagnóstico, dará início ao tratamento não-medicamentoso, mas de diálogo, com técnicas científicas, focando principalmente na mudança de hábitos e nos comportamentos depressivos ou ansiosos.

Ah, você que já é vovô e acha que está velho demais para cuidar disso, saia da zona de conforto e busque novas formas de viver sua sexualidade, novos hábitos saudáveis, novas experiências!

Laís Aparecida – Psicóloga Clínica, Pós-graduanda em Criminologia e Psicologia Investigativa Criminal. Atendimento Psicológico em Araçagi, na Prime Clin, e João Pessoa.
Agende sua consulta através dos contatos: (83) 99896 6512
Email: laispsicologia@outlook.com.
Instagram: @psicologa.lais

*Texto em referência ao Novembro Azul. Homens também se cuidam!

Da Redação

Share.

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/paracagi/public_html/wp-includes/functions.php on line 3778