Casinha Branca – Por Marcelo da Barra

0
Casinha Branca
Pequena e singela,
No terreiro
A cancela
Que o vento abria
Ao longe,
Se ouvia!
O cantar sereno
Do sabiá pequeno
Na Gaiola fria
Casinha Branca
Pequena, velhinha
Saiu todo mundo
Ficaste sozinha!
Lembra-se de mim
Pequena casinha?
Adeus, tô partindo!
Com profunda tristeza
Já ouve beleza,
Em volta de ti!
As rosas, as verbenas
Os lírios, asusenas
Tudo isso vi!
Essas lembranças
Só me causa dor!
Adeus casinha Branca
Sou eu; o beija-flor!.

Escrito do poeta, Marcelo Avelino de Pontes (Marcelo da Barra)

Da Redação/Portal Araçagi

Share.